Magaliesburg amanheceu com ruído de motos e vuvuzelas. A concentração de motards, que ser realiza anualmente, é apenas mais uma coincidência com a data em que chega a selecção portuguesa. Nas ruas, tal como previsto, as barracas com febras, caldo-verde, e bebidas vão fazendo a festa enquanto a multidão de adeptos que se espera ao início da tarde começa a juntar-se.

Os portugueses estão com o olho no negócio e todas as oportunidades são boas.

"É um pouco dos dois, queremos juntar os portugueses mas também fazer negócio", disse ao Sapo Desporto Dina, comerciante portuguesa que esta tarde vai estar a vender febras, bifanas e caldo-verde aos adeptos que vêm até Magaliesburg para ver chegar a selecção.

A equipa das quinas é esperada por volta do meio-dia e depois de alguns momentos de descanso haverá o primeiro treino em solo sul-africano.
Cristiano Ronaldo, também devido à sua origem madeirense, é rei e senhor por terras sul-africanas, mas tem concorrência à altura.

No que respeita ao Mundial 2010, Portugal tem o primeiro jogo oficial a 15 de Junho, em Port Elyzabeth, e pode haver febras, bifanas e cerveja. Só os frangos devem ficar de fora.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.