Samuel Eto'o iliba o treinador Paul Le Guen e partilha a responsabilidade do fracasso dos Camarões no Mundial 2010.

"Terminámos o nosso Mundial. Tinhamos esperança de fazer algo bonito, o que não foi possível. Agora há que reconstruir e pensar no futuro. Somos todos responsáveis. No futebol é mais fácil culpar o treinador, mas todos temos culpa", afirmou o avançado do Inter de Milão na zona mista posterior à derrota com a Holanda, por 2-1, no estádio Green Point, na Cidade do Cabo.

Sobre o destino do futebol africano, agora nos pés do Gana, Eto'o desejou boa sorte aos 'Black Stars': "Gostaria que o Gana fosse o mais longe possível."

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.