“Por aquilo que conheço dos jogadores da Grécia, já que alguns foram meus colegas de trabalho, sei que vão fazer tudo para demonstrar a qualidade que têm e vão dificultar ao máximo a selecção argentina e as outras”, explicou à Agência Lusa o avançado que esta época alinhou nos gregos do PAOK, por empréstimo do Málaga.

Edinho aposta nos helénicos, que hoje se estreiam face à Coreia do Sul, antes do Argentina-Nigéria: “Apesar de não serem um dos favoritos, a experiência e a vontade de se mostrarem poderá ser determinante”.

“A Grécia tem jogadores com bom nível bom técnico e táctico, acredito que vão fazer tudo para demonstrá-lo e, conhecendo bem a Grécia como conheço, tem uma palavra a dizer e não vai ser fácil ultrapassá-la”, frisou Edinho, reconhecendo que o povo grego é “um pouco pessimista”.

Apesar de reconhecer que “a Argentina é uma potência do futebol mundial, está bem orientada e tem jogadores de muita qualidade, que formam uma selecção muito forte”, Edinho sublinha que, tal como os portugueses apreciam a selecção “celeste”, também eles receiam a equipa das “quinas”.

“Sabemos que a Argentina tem uma enorme qualidade, mas a Argentina sabe que Portugal também tem. No entanto, não podemos descurar as outras equipas. Eu penso que vai ser um Mundial altamente competitivo e as equipas têm de estar altamente concentradas, porque aquelas que pensarem que vão ganhar jogos só com o nome estão enganadas”, salientou.

Aguardando a estreia da selecção portuguesa, terça-feira, frente à Costa do Marfim, Edinho garante ter “100 por cento de confiança” na equipa lusa.

“Conheço bem o grupo, a qualidade que a equipa tem. Foi com muita tristeza que não fiz parte, mas acredito que não foi o meu adeus à selecção porque tenho qualidade para estar lá, e, acima de tudo, confio no seleccionador que nos fez sair de um mau momento, que estávamos a atravessar na qualificação”, explicou, enaltecendo a sua prestação nas suas cinco internacionalizações “AA”: “Sempre que estive lá correspondi e acabei por fazer golos”.

De “consciência tranquila” e certo de que a selecção lusa vai dar “muitas alegrias”, Edinho destaca a “mentalidade” e a “ambição”.

“Querer ser sempre favoritos e mais respeitados. Acredito que todos os portugueses vão ficar orgulhosos da nossa selecção”, concluiu.

No segundo dia do Mundial2010, além da primeira jornada do Grupo B, defrontam-se ainda as selecções de Inglaterra e Estados Unidos, no primeiro jogo do Grupo C.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.