“A África do Sul está mais do que pronta. Para nós, o campeonato do mundo já começou”, afirmou em Pretória o chefe de Estado do país organizador, durante um encontro com a imprensa.

Zuma garantiu que a equipa nacional da África do Sul, os “Bafana Bafana” também estão “prontos e com uma forma combativa”.
“Estamos realmente satisfeitos e honrados por acolher o mundo no nosso maravilhoso país, para este acontecimento histórico e extraordinário. As longas horas de trabalho árduo acabaram por compensar”, sublinhou o chefe de Estado sul-africano.

Jacob Zuma prestou homenagem ao primeiro presidente negro do seu país, Nelson Mandela, que completará 92 anos a 18 de Julho e que espera que esteja presente no jogo inaugural, apesar da sua frágil saúde.

“Deixem-se agradecer ao nosso presidente fundador e ícone Nelson Mandela pela sua direcção visionária e pela sua estatura de homem de Estado. Ela trabalhou duramente e empenhou-se pessoalmente em nos trazer este momento de glória”, afirmou o presidente sul-africano.

“Ele gostaria de estar presente. Esperemos que esteja”, acrescentou, observando que se Mandela não puder estar é compreensível, se estiver “será um bónus para a competição”.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.