A justiça brasileira encontrou irregularidades nos processos de financiamento e construção de seis estádios que receberam jogos do Mundial2014, na sequência de depoimentos de altos funcionários da Odebrecht, a maior empresa de construção do país.

O estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro, o mais emblemático do Brasil, que recebeu a final do Campeonato do Mundo, é um dos recintos afetados, em conjunto com a nova Arena Corinthians, em São Paulo, e os recintos em Brasília, Recife, Fortaleza e Manaus.

Os testemunhos dos executivos da Odebrecht deixam em aberto a possibilidade de serem levantadas acusações de corrupção, financiamento ilegal e fraude, envolvendo, entre outros, políticos que participaram na organização do torneio mundial.

De acordo com os responsáveis da construtora, uma das empresas no centro da investigação Lava Jato, a maior operação de combate à corrupção da história do Brasil, a Arena Corinthians deveria ter custado menos de 100 milhões de euros (ME), mas custou quase 300 ME.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.