O antigo futebolista uruguaio Alcides Ghiggia, autor do golo que derrotou o Brasil no jogo decisivo do Mundial de 1950, será uma das “estrelas” do sorteio da fase de grupos do Brasil 2014, em dezembro.
«Foi lindo ter sido convidado, estou encantado pela decisão da FIFA. Vou fazer tudo para poder ir», afirmou Ghiggia, agora com 87 anos de idade e a recuperar de um grave acidente de viação.
O ex-internacional do Uruguai, que vive na cidade de Las Piedras, a 20 quilómetros da capital Montevideu, sobreviveu ao abalroamento da sua viatura por um camião, a 13 de maio, tendo sofrido múltiplas fraturas e passado cerca de um mês em coma.
Foram precisos alguns meses para o antigo atacante do Uruguai voltasse a caminhar: «A recuperação tem sido longa, canso-me muito, mas espero estar bem para aceder ao convite», disse Ghiggia, em declarações a órgãos de comunicação locais.
Alcides Edgardo Ghiggia é um dos históricos ídolos do desporto daquele país sul-americano, tendo sido o autor do segundo golo da vitória dos “azuis celestes” frente ao Brasil, por 2-1, no que foi o derradeiro encontro do Mundial de 1950.
Essa autêntica final – foi o terceiro jogo de uma fase final a quarto e o Brasil só precisava do empate - ficou conhecida como "Maracanazo", por referência ao facto de ter sido disputada no Maracanã, no Rio de Janeiro, diante de 200 mil espetadores.
O sorteio da fase de grupos da fase final do Mundial de 2014 terá lugar, a 06 de dezembro, na cidade de Salvador, Baía.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.