Portugal venceu, este sábado, a seleção modesta de Andorra por 2-0 no encontro da nona jornada da fase de qualificação europeia para o Mundial 2018. Os dois golos surgiram apenas no segundo tempo, com Cristiano Ronaldo e André Silva a darem os três pontos para as contas do Grupo B.

O selecionador Fernando Santos optou por jogar pelo seguro e deixou o capitão Cristiano Ronaldo no banco dos suplentes. Com o avançado em risco, se visse um cartão amarelo, de falhar o duelo de terça-feira com a Suíça, decisivo para o apuramento direto, Fernando Santos decidiu não arriscar e tirou mesmo Ronaldo do ‘onze'.

Como esperado, Portugal enfrentou muitas dificuldades para furar a defesa de Andorra, que jogou muito recuada, cortando todos os espaços junto à sua área.

Aos 25 minutos surgiu o primeiro lance de grande perigo da partida. Após cruzamento da direita de Nélson Semedo, com Ildefons Lima a desviar de cabeça, a bola sobrou para Quaresma que apareceu ao segundo poste a emendar ao lado.

No segundo tempo, já com Cristiano Ronaldo em campo, após cruzamento de João Mário, Ildonfs Lima tentou o corte, mas acabou por colocar à mercê de Ronaldo que, frente a Josep Gomes, não perdoou e inaugurou o marcador.

O segundo golo surgiu aos 86 minutos, com Cristiano Ronaldo a cruzar da esquerda para a área e Danilo, de cabeça, a assistir André Silva, que empurrou para o fundo das redes.

Portugal soma 24 pontos, menos três do que a Suíça, adversária de terça-feira, que hoje goleou a Hungria, por 5-1, com golos de Xhaka, aos 18, Frei, aos 20, e Zuber, aos 43 e 49, e Lichtsteiner, aos 83. Guzmics e Ugrai, aos 59 e 89, respetivamente, reduziram para os húngaros.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.