O presidente da Real Federação Espanhola de Futebol (RFEF), Angel Maria Villar, disse hoje estar “esperançado” que a candidatura conjunta de Portugal e Espanha ao Mundial de 2018 “ganhe o jogo”. “Todas as candidaturas, umas mais do que outras, têm hipóteses. Isto não é um jogo que se disputou, mas que se está a disputar, e, conforme passam os minutos, umas têm mais hipóteses do que outras”, comentou.
O dirigente referiu existir um grande número de futebolistas espanhóis que são defensores da candidatura ibérica, bem como o português José Mourinho, treinador do Real Madrid, ou o avançado Cristiano Ronaldo.
“Há que agradecer a todos os espanhóis e portugueses que nos apoiam. Agradeço-lhes muitíssimo”, disse Angel Maria Villar.
O presidente da Federação espanhola, que participava num colóquio em Londres, falou ainda de forma descontraída em relação ao processo de votação do comité executivo da FIFA, que em 2 de Dezembro anunciará a candidatura vencedora.
“Todos os comentários que se façam agora têm o fundamento do momento, o que não quer dizer que posteriormente não possam surgir situações diferentes”, especificou o presidente da federação espanhola.
Villar, que foi antigo futebolista do Athletic Bilbau, esclareceu também que até ao momento da votação existe uma grande “incerteza”, mas que todas as candidaturas têm bons parâmetros para serem escolhidas.
A candidatura ibérica está ainda na corrida pela organização da fase final do Campeonato do Mundo de futebol de 2022.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.