A FIFA divulga a 02 de Dezembro, em Zurique, os organizadores dos Mundiais de 2018 e 2022.

A candidatura ibérica, de acordo com um relatório divulgado pela FIFA a 17 de Novembro, falha em apenas um requisito: menos campos de treino nas cidades-sede, com apenas 42, quando os exigidos são 84.

Apesar de tudo, Portugal e Espanha apresentam grandes vantagens relativamente a Inglaterra, Rússia e à parceria Holanda/Bélgica, os outros países envolvidos na corrida.

A FIFA entende que a candidatura ibérica é superior aos concorrentes em matérias como a expectativa de vendas de bilhetes e orçamento mais baixo para a construção e renovação de estádios.

A capacidade das unidades hoteleiras para estágio e treino é também superior à das outras candidaturas, destacando-se ainda a existência de três aeroportos principais (Lisboa, Madrid e Barcelona) e o facto de estar prevista a ligação entre os dois países por comboio de alta velocidade.

A Rússia apresenta-se também como forte candidata, não só pelo poderio económico do país, mas sobretudo por responder positivamente a todos os requisitos FIFA.

Contudo, os russos têm a desvantagem de precisarem de edificar 13 estádios, com uma estimativa de 2834 milhões de euros para construção ou renovação de recintos.

A Inglaterra, “país do futebol”, tem a história do seu lado, mas é prejudicada pelas deficiências na projecção de vendas de bilhetes (assim como a Rússia), na acomodação (10 700 camas contra as 60 000 exigidas pela FIFA) e nos campos de treino.

A candidatura conjunta da Bélgica e da Holanda tem falhas em quatro dos itens sugeridos pela FIFA e apresenta como vantagem o mais reduzido dos orçamentos, factor que poderá ser tido em conta num tempo de contenção financeira.

Ao Mundial de 2018 concorrem as candidaturas conjuntas de Espanha e Portugal e da Bélgica e da Holanda, além da Inglaterra e da Rússia. À edição de 2022 apresentam-se Austrália, Coreia do Sul, Estados Unidos, Japão e Qatar.

A Comissão Executiva da FIFA anuncia às 15:00 de Lisboa de 02 de Dezembro, em Zurique, a atribuição da organização dos Mundiais de 2018 e de 2022, depois de as várias candidaturas fazerem a última apresentação na véspera e na manhã do dia decisivo.

A candidatura Ibérica faz a sua apresentação às 09:00 de 02 de Dezembro.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.