O avançado francês Olivier Giroud abordou o confronto com a seleção belga, equipa que tem Thierry Henry como adjunto, nas meias-finais do Mundial 2018.

Em conferência de imprensa, Giroud admitiu que quer demonstrar ao compatriota que “escolheu o lado errado”.

"É estranho ter Thierry Henry contra nós. Ele ajudou-me muito na minha carreira [cruzaram-se no Arsenal em 2012]. Mas há muitos treinadores que dirigem seleções de outros países e que enfrentam o seu país natal, é algo normal. Todos sabem que ele quer ter uma carreira de treinador e está ali para aprender e evoluir. É uma lenda do futebol francês e todos o respeitamos muito", disse.

França e Bélgica vão disputar a primeira meia-final do Mundial2018, em São Petersburgo, na terça-feira, a partir das 19h (horas em Lisboa).

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.