O ex-futebolista Molina foi nomeado diretor desportivo da Real Federação Espanhola de Futebol (RFEF), substituindo Fernando Hierro, que orientou a seleção espanhola no Mundial2018, informou hoje o organismo em comunicado.

O anúncio foi feito um dia depois de Hierro recusar voltar às funções da direção desportiva e abandonar o cargo de treinador da Espanha, seleção que foi eliminada do Mundial2018, nos oitavos de final, pela anfitriã Rússia (4-3 nas grandes penalidades, após igualdades 1-1 no prolongamento e no tempo regulamentar).

Molina, de 47 anos, sucede a Hierro, que, em 13 de junho, substituiu Julen Lopetegui, depois de o antigo treinador do FC Porto ter sido anunciado como técnico do Real Madrid, a dois dias da estreia de ‘la roja’ no Mundial, frente à seleção portuguesa.

O ex-guarda-redes espanhol passou por Valência, Villarreal, Albacete, Atlético de Madrid, Deportivo e Levante, clube no qual terminou a carreira de futebolista em 2007.

Pela seleção, Molina conta com sete internacionalizações, tendo participado nos Europeus de 1996 e 2000 e no Mundial de 2002.

Como treinador, o ex-guarda-redes trabalhou em Espanha (Villarreal, o Getafe), Hong Kong (Kitchee Sports), Índia (Atlético Calcutá) e México (Atlético São Luís).

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.