A imprensa croata adiantou esta manhã que Nikola Kalinic tinha sido expulso da seleção do país pelo selecionador. Esta tarde, Dalic veio confirmar a saída do avançado croata e apresentar as suas razões para ter dispensado o jogador.

“Durante o jogo com a Nigéria, Kalinic estava a aquecer e era suposto ter entrado na segunda parte. No entanto, alegou não estar pronto para jogar devido a problemas nas costas. Já tinha acontecido o mesmo no particular com o Brasil, em Inglaterra, assim como no treino de domingo. Aceitei e, uma vez que preciso dos meus jogadores prontos a jogar, tomei a decisão de dispensá-lo”, explicou o selecionador croata.

A formação croata perde assim um avançado e fica apenas com Mario Madzukic, da Juventus, Este era o primeiro Mundial de Nikola Kalinic depois de ter representado a seleção da Croácia nos Europeus de 2008, 2012 e 2016.

Nos últimos cinco jogos pela seleção, Kalinic nunca foi titular, mas entrou como suplente nos últimos quatro. A imprensa croata adiantou que o jogador do AC Milan estava descontente com as escolhas de Zlatko Dalic e que essa pode ter sido uma das razões para se recusar a entrar no jogo frente à Nigéria.

A seleção croata está impedida de convocar outro jogador para o lugar do avançado de 30 anos e por isso vai ter de gerir o plantel com apenas 22 jogadores. Kalinic fez 42 internacionalizações e 15 golos pela seleção da Croácia.

A seleção croata ganhou o jogo de estreia no Mundial da Rússia frente à Nigéria por 2-0. Os croatas integram o grupo D juntamente com Argentina, Islândia e Nigéria. A equipa de Dalic está na frente do grupo com três pontos. Argentina e Islândia têm um ponto cada uma, depois de terem empatado por uma bola e a Nigéria ainda não tem pontos. O próximo jogo da seleção croata é frente à Argentina no dia 21 às 19h.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.