As federações de futebol da Grécia e da Croácia acordaram esta quinta-feira prescindir dos seus adeptos na deslocação ao terreno de cada uma, no ‘play-off’ de acesso ao Mundial2018 de futebol, em novembro.

“As federações tomaram a decisão conjunta (...) de não venderem bilhetes aos apoiantes opositores”, revelou, em comunicado, a federação croata.

A primeira mão realiza-se em 09 de novembro em Zagreb, e a segunda em 13 no Pireu, Atenas, sendo os dois jogos considerados de alto risco, face aos repetidos casos de violência de alguns adeptos afetos a estas seleções.

As partes encontraram-se em Atenas e, na presença das autoridades policiais, concordaram em que nos dois jogos os únicos espetadores visitantes serão os membros da delegação oficial de cada federação visitante.

No histórico entre as duas seleções, em outubro de 2011 o jogo de qualificação para o Euro2012 teve de ser temporariamente interrompido, depois de cerca de 100 gregos encapuçados terem atacado adeptos croatas, que responderam arrancando cadeiras e arremessando-as na direção dos atacantes, motivando a intervenção da polícia com gás pimenta.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.