O sorteio do Mundial2018 de futebol, a realizar na Rússia, ditou uma fase de grupos equilibrada, mas com o grau de dificuldade acrescido para seleções como Brasil, Suíça e Sérvia (E) e Alemanha, México e Suécia (F).

Portugal, campeão europeu em título e que foi a segunda bola a sair no sorteio, a seguir à da anfitriã Rússia, também não terá vida fácil no Grupo B, dado que terá como opositores a Espanha, de Julen Lopetegui, o Irão, de Carlos Queiroz, e Marrocos.

A bola de Portugal foi extraída pelo argentino Diego Maradona, que participou na cerimónia que decorreu no Kremlin, em Moscovo, e que teve na abertura conduzida pelo presidente russo Vladimir Putin e o presidente da FIFA, Gianni Infantino, um tema musical do guitarrista português Nuno Bettencourt.

Depois das boas-vindas de Vladimir Putin e de Gianni Infantino ter assegurado que o Mundial2018 será o melhor de sempre da história a condução do sorteio foi entregue ao ex-futebolista inglês Gary Lineker, que confessou se sentir mais à-vontade a marcar grandes penalidades do que a apresentar.

Antes do início do sorteio do Mundial2018, que decorrerá de 14 de junho a 15 de julho em 11 cidades russas, envolvendo 12 estádios, o alemão Miroslav Klose, campeã mundial no Brasil2014, entregou o troféu destinado ao vencedor.

A anfitriã Rússia, previamente colocada na primeira posição do Grupo A, terá como opositores as seleções da Arabia Saudita, com a qual irá protagonizar a abertura do Mundial2018, no Estádio Luzhniki, em Moscovo, a 14 de junho, Egito e Uruguai.

A Alemanha, campeã mundial em título, terá como adversário no Grupo F as seleções do México, Suécia e Coreia do Sul, e o Brasil, sob o olhar atento do ‘rei’ Pelé, ficou colocado no Grupo E, juntamente com a Suíça, Servia e Costa Rica.

A cabeça de série França terá como adversários no Grupo C as seleções da Austrália, Perú e Dinamarca, e no D, a Argentina, de Lionel Messi, terá como opositores a estreante Islândia, a Croácia e a Nigéria.

O Grupo G emparelhou a Bélgica com Inglaterra, Tunísia e a estreante seleção do Panamá e o H – à partida o mais ‘fraco’ dos oito e que apurará dois ‘outsiders’ para os oitavos de final -, juntou Polónia, Senegal, Colômbia e Japão.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.