A FIFA admitiu hoje que a suspensão aplicada a Paolo Guerrero, por doping, seja reduzida para seis meses, o que permitirá ao avançado peruano ser selecionado para o Mundial de futebol de 2018.

"A comissão de recurso da FIFA, depois de analisar as circunstâncias do caso, nomeadamente o grau de culpa do jogador, considera que um período de seis meses de inelegibilidade será uma sanção proporcionada", referiu o organismo, em comunicado.

De acordo com o mesmo documento, "o período de suspensão começou a 03 de novembro, data em que o jogador foi suspenso preventivamente pelo presidente da comissão de disciplina da FIFA", pelo que o jogador poderá voltar a ser utilizado a 04 de maio.

No Mundial, o Peru integra o grupo C, com França, Austrália e Dinamarca, contra quem se estreia a 16 de junho.

O capitão da seleção peruana, de 33 anos, teve controlo positivo, por um metabolito de cocaína, após o jogo de 05 de outubro, contra a Argentina, na fase de qualificação sul-americana. Já não jogou no 'play-off' intercontinental contra a Nova-Zelândia.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.