Luis Rubiales, presidente da Real Federação Espanhola de Futebol (REFE), contou à radio 'Cadena COPE' como tomou a decisão de afastar Julen Lopetegui da seleção espanhola, dois dias antes do arranque do Mundial, depois de saber que o selecionador tinha assinado contrato com o Real Madrid.

"Fui convidado para a recepção do Presidente Obama. Lá ele discutiu as decisões que foram tomadas nos Estados Unidos e que são difíceis de entender em outras partes do mundo. Falei brevemente com o Obama e ele disse-me que a inércia tem menos crítica, mas que, às vezes, temos que agir, e que ele aprovava a decisão que tínhamos tomado com Julen", contou Rubiales.

No entanto, o presidente da Federação Espanhola admite que "nunca tive dúvidas sobre a minha opção, tinha isso bem claro, era uma questão de valores, de filosofia…mas respeito todos os pontos de vista".Rubiales aproveitou ainda para explicar as declarações de Rafa Benítez, treinador do Newcastle, que insinuou ter recebido contactos da Federação. "Houve uma oportunidade, mas ainda estou aqui e estou feliz por estar aqui", disse na altura Benítez.

"Dois ou três dias depois de dispensar Lopetegui, recebi uma carta de Newcastle a dizer: 'está interessado no nosso técnico?', mas eu disse ao Fernando Hierro que não faríamos mudanças, então respondemos à carta a dizer: 'Obrigado, mas não'", contou Luis Rubiales.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.