O Comité Organizador do Mundial2022 de futebol, no Qatar, confirmou hoje a primeira morte associada à covid-19 entre os trabalhadores no projeto, especificando que se trata de um engenheiro sem outros problemas de saúde conhecidos.

“Infelizmente, em 11 de junho, um engenheiro, de 51 anos, empregado pelo consórcio Conspel, morreu em consequência da covid-19”, indicou hoje, duas semanas após o sucedido, o Comité Organizador do Mundial2022, sem especificar a nacionalidade.

Fonte próxima da organização indicou à AFP que foram identificados 1.102 casos de covid-19 entre os trabalhadores do Mundial2022, tendo o país uma das taxas mais elevadas de contágio, de 3,3% entre os 2,75 milhões de habitantes (com mais de 90.000 casos).

A pandemia de covid-19 já provocou quase 479 mil mortos e infetou mais de 9,3 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela AFP.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.