O Brasil venceu fora o Peru por 4-2, na na qualificação sul-americana para o Mundial2022. O encontro ficou marcado por duas grandes penalidades a favor do Brasil, ambas convertidas por Neymar, e muito contestadas pelos jogadores peruanos.

Um deles, Carlos Zambrano, acabou expulso perto do encontro após agressão a Richarlison. Mas, no final do encontro, a sua ira estava centrada em Neymar.

"Neymar é um grande jogador. Um dos melhores do Mundo. Mas, para mim, é um verdadeiro palhaço. Ele sabe tudo que fez em campo. É um grande jogador, mas procurava o menor contacto possível. Na área, deitou-se umas quatro ou cinco vezes ao chão para ver se marcavam penálti e conseguiu o objetivo dele. Marcaram os penáltis, apesar de não serem penáltis", disse o defesa de 31 anos, ele que atua no Boca Juniors, da Argentina.

Num embate em que os peruanos estiveram duas vezes em vantagem, por 1-0 e 2-0, Neymar marcou três golos, dois dos quais de grande penalidade, e apontou ainda o canto que esteve na origem do outro.

Desta forma, e ao 103.º jogo pela ‘canarinha’, Neymar passou a contar 64 golos, isolando-se no segundo lugar dos marcadores, à frente de Ronaldo Nazário de Lima (62, em 98 encontros) e apenas atrás do ‘rei’ Pelé (77, em 92).

Desta forma, o Brasil igualou os seis pontos da Argentina, que venceu na Bolívia por 2-1, nos 3.640 metros de altitude de La Paz, onde não triunfava desde 2005.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.