O espanhol Xavi Hernández, campeão do mundo de futebol em 2010, afirmou hoje que o Mundial2022, no Qatar, será “histórico”, pelo facto de a competição se disputar em dezembro e permitir que os jogadores surjam em perfeitas condições físicas.

“Se há alguma desvantagem neste país é o calor e, no verão, seria muito difícil competir sob essas condições climatéricas. Jogar em dezembro é uma vantagem para os futebolistas, porque chegam em melhor forma. Historicamente, os mundiais disputam-se no final da temporada e os jogadores chegam cansados mental e fisicamente. Assim, poderemos vê-los no seu melhor e isso será uma vantagem”, afirmou.

Em declarações prestadas à organização do Campeonato do Mundo, o antigo futebolista internacional espanhol, atualmente a trabalhar no Qatar, onde comanda o Al-Sadd, considerou que a competição de 2022 será “histórica”.

“O Qatar é um país pequeno, com pouca extensão territorial, o que significa que os jogadores não terão de fazer viagens longas. Poderão ficar sempre no mesmo hotel. É uma vantagem para o espetáculo e para os adeptos, que poderão assistir em direto a dois jogos no mesmo dia. Vai ser um Mundial histórico. Não tenho qualquer dúvida de que as pessoas vão ficar surpreendidas”, antecipou.

Xavi, de 41 anos, afirmou ainda que o Qatar “está a trabalhar muito bem” na gestão da pandemia de covid-19, inclusive permitindo a presença de alguns adeptos nos estádios, como está a suceder nos jogos do Campeonato do Mundo de clubes, que ali está a decorrer.

O médio, que se notabilizou ao serviço do FC Barcelona durante 17 temporadas, encerrou a carreira de futebolista em 2019, no Al-Sadd, no qual foi treinado pelo português Jesualdo Ferreira e ao qual veio a suceder no cargo de treinador.

Entre os vários títulos arrecadados enquanto jogador, Xavi sagrou-se campeão mundial pela seleção espanhola, em 2010, na África do Sul.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.