Os recados internos de José Eduardo Bettencourt merecem a aprovação de Abrantes Mendes, mas o ex-dirigente do Sporting mostra-se céptico quanto à mudança que considera necessária no clube. 

"Esta direcção é uma espécie de união nacional antes do 25 de Abril. O dever do presidente é denunciar o que não está bem, mas agora há alguns indivíduos no Sporting a olhar uns para os outros. Diz o povo que ‘o nasce torto nunca se endireita’", frisa o antigo candidato à presidência dos leões, em entrevista ao Sapo Desporto.

Por outro lado, o presidente leonino mostrou-se firme na intenção de afastar do clube alguns sócios, que apelidou de "cretinos" e criticou aqueles que só se manifestam em alturas mais difíceis do clube. No entanto, Abrantes Mendes diverge das palavras do líder leonino sobre os sócios - apesar de condenar os excessos - e defende o direito à crítica.

"Querem que o clube seja um clube de conformistas? De carneiros? Os sócios têm o direito a manifestar-se. Querem que os sócios critiquem quando as coisas estão bem?", questionou.

Veja as declarações de Abrantes Mendes também em vídeo.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.