O presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira, lembrou hoje que Eusébio “marcou gerações” e que, “por isso nunca morrerá”, em mensagem publicada no sítio oficial do clube.

“Na verdade só morrem aqueles que não deixam marca e Eusébio não foi desses. Eusébio marcou várias gerações, por isso nunca morrerá”, sublinhou o dirigente máximo do clube, no qual o “Pantera Negra” foi uma das maiores figuras.

No dia em que se assinala um ano da morte de Eusébio, Luís Filipe Vieira salientou a importância de se celebrar “o talento, o exemplo e o carácter” do antigo futebolista, referência de dois países e que no Benfica se tornou um símbolo mundial.

“Hoje é o último dia em que o Benfica cumpre luto formal, mas mesmo desaparecendo as braçadeiras pretas, nunca – por muitos anos que passem – vai desaparecer o sentimento de perda e de eterna gratidão”, acrescenta a nota.

O antigo jogador, para muitos o melhor de sempre no futebol português, morreu na madrugada de 05 de janeiro de 2014, vítima de paragem cardiorrespiratória.

Para hoje estão previstas algumas cerimónias em memória do antigo jogador, nomeadamente uma missa na Igreja do Seminário da Luz e o descerrar de uma placa toponímica com o nome de Eusébio, com a presença de Luís Filipe Vieira e do presidente da Câmara de Lisboa, António Costa.

Recorde os últimos momentos do Pantera Negra.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.