A informação, veiculada através de um comunicado enviado à Comissão de Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), dá conta que essa verba será paga pela Sporting SGPS, SA “em cinco prestações anuais, de Dezembro de 2010 a Dezembro de 2014”, passando esta a deter, em resultado desta aquisição, “13.5 milhões de acções de categoria B, representativas de 64,006 por cento do capital social da Sporting SAD e respectivos direitos de voto”.

O comunicado assinado pelo representante para as Relações com o Mercado, José Filipe Nobre Guedes, informa ainda que a “Sporting SGPS, SA é dominada pelo Sporting Clube de Portugal (SCP), razão pela qual a referida participação é imputável a este”.

Em função da aquisição levada a efeito pela Sporting SGPS, SA, no passado dia 03 de Dezembro, ao SCP passou a ser imputável “uma participação qualificada no capital social e direitos de voto da Sporting SAD de 17 milhões de acções, correspondentes a 80,476 por cento do capital social e dos direitos de voto”.

A informação facultada pela SAD do Sporting à CMVM decorre do facto de José Eduardo Bettencourt, José Filipe Nobre Guedes e Francisco Sousa Louro exercerem simultaneamente funções nos Conselhos de Administração da Sporting SAD e da Sporting SGPS, SA, o que nos termos legais faz com que esta “seja considerada pessoa estreitamente relacionada com os ditos membros dos órgãos de administração”.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.