O antigo futebolista Vítor Baia assinalou hoje o sexto aniversário da fundação com o seu nome entre um mar de crianças reunidas nos jardins o Palácio de Cristal, no Porto, nada adiantando sobre o futuro treinador do FC Porto.

Baía, director para as relações externas do FC Porto, argumentou que a questão do técnico, que irá substituir Jesualdo Ferreira, não cabe dentro das suas actuais competências como dirigente portista.

“Cada um fala do que sabe”, completou o ex-guarda-redes portista.

“Nada tenho a ver com o futebol. O nosso presidente é a pessoas indicada para falar sobre isso”, reforçou.

Baía chegou ao Palácio de Cristal por volta das 16:00 e rapidamente foi rodeado por muitas crianças que ali se encontravam no âmbito das actividades que a empresa municipal Porto Lazer organizou no âmbito das comemorações do Dia Mundial da Criança.

“Olha o Vítor Baía”, “Olha ele” e “É o Baía” foram algumas das afirmações mais ouvidas entre as crianças que se aperceberam da sua presença, envolvendo-o, seguindo-o e saudando-o efusivamente.

O ex-jogador, sorrindo e revelando grande paciência, não se furtou ao contacto com as crianças e não parou de dar autógrafos.

“É um dia inesquecível”, considerou, dirigindo-se aos jornalistas numa breve pausa da sua visita e informando que também assinalou este dia com os seus filhos, almoçando com eles.

Vítor Baía explicou que foi ao Palácio de Cristal para celebrar o sexto a aniversário da fundação que tem o seu nome e que criou para apoiar jovens desfavorecidos.

”É uma obra da qual me orgulho bastante e a fundação está luta diária para minimizar ao máximo o sofrimento de algumas crianças”, declarou.

Baia ficou alarmado com o número assustador de crianças que são abusadas e maltratadas e defendeu que as “crianças merecem um tratamento que seja o ideal”.

Questionado sobre o que pensava do entusiasmo que a sua presença gerou, Baía respondeu: “A maior parte destes miúdos viu-me jogar quase de fugida, mas penso que deixei um marca por aquilo que fiz enquanto jogador e de que muito me orgulho”.

No Dia Mundial da Criança, o antigo jogador do FC Por fez votos para “que as crianças se divirtam e que sejam, acima de tudo, felizes e a sociedade lhes permita isso”.

As actividades que hoje animaram o Palácio de Cristal, em especial ao longo da Alameda das Tílias, envolveram cerca de “cinco mil crianças” das cerca de oito dezenas de escolas municipais do Porto do primeiro ciclo.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.