Bruno Carvalho, antigo candidato à presidência do Benfica, considera que a saída de Jorge Jesus do cargo de treinador dos encarnados "podia ter sido evitada".

Em declarações ao jornal O Jogo, o antigo candidato à presidência do emblema da Luz, frisou que a atitude de Luís Filipe Vieira é difícil de entender.

"Sei a história conforme vi e li na Comunicação Social. Acho que era uma situação que podia ter sido evitada. Penso que cada vez é mais claro que o Jorge Jesus saiu do Benfica porque o presidente assim o quis, porque queria abrir um novo ciclo. Para mim é algo estranho, porque se trata de alguém que acabou de ganhar seis provas nacionais em sete, das quais dois campeonatos seguidos".

"É difícil entender que se quer abrir um novo ciclo. Deixar sair o Jorge Jesus foi um erro trágico. Não consigo perceber a lógica do novo ciclo após tantas vitórias seguidas. Torna muito menos vendável a história aos sócios do Benfica", disse.

"O Jorge Jesus valorizou muitos jogadores, vários foram vendidos por muito dinheiro". O único motivo que esteve na base da saída de Jorge Jesus foi de ego. O presidente pensa que pode ganhar sem o Jorge Jesus", sublinhou.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.