O treinador Paulo Fonseca lembrou hoje que o Paços de Ferreira só depende de si para ser terceiro na I Liga de futebol, necessitando de mais cinco pontos, independentemente do jogo com o Sporting, da 28.ª jornada.
«Naturalmente, o Braga ganhou [3-2, na sexta-feira, no terreno do "aflito" Moreirense], mas de uma coisa temos a certeza: independente do que acontecer neste jogo, continuaremos em terceiro lugar e a depender só de nós próprios», disse Paulo Fonseca, na conferência de antevisão ao encontro de domingo.
O técnico pacense disse ainda acreditar que a luta com o Sporting de Braga pelo último lugar do pódio vai ser para manter até ao fim, tendo consciência de que, «nestes últimos três jogos, o Paços terá de fazer cinco pontos».
«Acredito que, nestas três últimas jornadas, temos jogos dificílimos, acredito que o Braga tenha um calendário mais acessível, possa somar vitórias e nos obrigue a somar cinco pontos», justificou, acrescentando que uma vitória pacense no domingo será apenas «mais um passo».
Sobre o embate de domingo com o Sporting, também na discussão por um lugar nas competições europeias, Paulo Fonseca disse esperar um adversário «melhor, como se tem constatado ao longo das últimas jornadas, forte e determinado a vencer o jogo, porque também precisa de vencer».
«Tenho a certeza de que será um Sporting diferente para melhor do que aquele que defrontámos pela última vez, um Sporting mais forte do que nunca, mas que, se calhar, vai encontrar um Paços de Ferreira também mais forte do que nunca», sublinhou.
O técnico da formação nortenha reagiu ainda com ironia às declarações do seu homólogo do Sporting, Jesualdo Ferreira, segundo o qual a pressão no domingo estaria do lado do Paços de Ferreira.
«Nas medidas novas do Governo [anunciadas na sexta-feira] ainda não se paga por falar e o Jesualdo, por isso, pode dizer que o que quiser», ironizou.
Fonseca disse liderar uma equipa que está com «uma pressão feliz», resultante do percurso que tem realizado, e insistiu em dizer que o jogo de domingo «não vai decidir nada» e que «nada vai retirar brilhantismo à campanha do Paços de Ferreira».
«É uma questão que não me atormenta e nunca me atormentou. Neste jogo (com o Sporting), teremos o Pedro Proença, que fala por si. Penso que houve uma grande evolução este ano na arbitragem e nós, treinadores, temos de estar felizes por isso», concluiu.
O encontro entre o Paços de Ferreira, terceiro classificado da I Liga com 50 pontos, e o Sporting, sétimo com 36, disputa-se no domingo, às 20:15, no Estádio Capital do Móvel, com arbitragem de Pedro Proença, de Lisboa.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.