Rogério Gonçalves foi hoje apresentado como novo treinador da Naval e traçou como objectivo para esta época a continuidade da equipa da Figueira da Foz na primeira Liga.

"O objectivo é a manutenção e esperamos consegui-lo o mais cedo possível. Quando surgiu o convite, decidi num minuto", afirmou o técnico, de 51 anos, que quer ainda "lutar por mudar o que não está bem" na Naval.

O sucessor de Viktor Zvunka já passou pelo clube da Figueira da Foz em 2006.

 Para Aprígio Santos, presidente da Naval, Zvunka não conseguiu bons resultados por este "ter a mania de querer experimentar coisas novas", mas vincou a sua esperança em Rogério Gonçalves para assegurar a permanência. A Naval está no 14º lugar, com quatro pontos, apenas um ponto acima da linha de descida.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.