A Comissão de Atletas Olímpicos (CAO) congratulou-se hoje com a adoção da Declaração do Atleta pelo Comité Olímpico de Portugal (COP), considerando tratar-se de um importante passo "no desenvolvimento de programas centrados nos atletas".

"O facto de a assembleia plenária do COP aprovar a adoção formal desta declaração é mais um passo em frente na definição de políticas e no desenvolvimento de programas centrados nos atletas", afirmou o presidente do CAO, João Rodrigues, em comunicado.

Na quinta-feira, a assembleia plenária do COP votou favoravelmente a adoção da Declaração dos Atletas, que define um conjunto comum de direitos e deveres para os atletas do Movimento Olímpico sob a jurisdição dos seus membros.

Esta iniciativa da Comissão de Atletas do Comité Olímpico Internacional é inspirada pela Declaração Universal dos Direitos Humanos e noutros acordos, princípios e tratados internacionais de direitos humanos.

João Rodrigues salientou que a Declaração "foi desenvolvida por atletas e dirigida para atletas", sendo "resultado de um processo de consulta a mais de 4.000 atletas de 190 países".

O documento abrange temas como a antidopagem, integridade, desporto limpo, comunicação, governação, discriminação e proteção contra o assédio e abuso sexual.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.