A judoca Catarina Costa, atual sexta classificada no ‘ranking’ olímpico, na categoria de -48 kg, sonha com a subida ao pódio em Tóquio2020, na sua primeira participação em Jogos Olímpicos.

"É um grande sonho estar nos Jogos Olímpicos, em que ambiciono chegar o mais longe possível e atingir ao pódio, tendo em conta o percurso feito até agora", disse à agência Lusa a judoca da Académica, de 23 anos.

A jovem estudante de Medicina considera que uma subida ao pódio na sua categoria seria "fabuloso" e garante que vai trabalhar para deixar a sua "marca".

"Acho que não faz sentido se assim não for, quero deixar a minha marca. Quero estar bem no dia, no meu pico de forma e poder chegar muito longe na prova e fazer história por Portugal", sublinhou.

Antes dos Jogos Olímpicos Tóquio2020, que tem as competições de judo calendarizadas entre 25 de julho e 01 de agosto, Catarina Costa tem de confirmar a qualificação em várias provas, nomeadamente nos Europeus, em Praga.

"Agora, é preparar bem mais duas a três provas para ter bons resultados, fechar o apuramento e depois focar-me totalmente nos Jogos Olímpicos", salientou a judoca, reconhecendo ser "um longo percurso”, mas que “está muito bem encaminhado”.

No próximo ano, a atleta prevê participar nos Grand Slam de Paris e Dusseldorf e, eventualmente, num Grande Prémio.

"Se tudo correr bem, fechamos por aí as nossas provas", vincou.

Em 2019, Catarina Costa venceu os o Grand Slam de Brasília, vice-campeã no Grande Prémio de Montreal e conquistou a medalha de bronze nos Grand Slam de Dusseldorf, Baku e Abu Dhabi.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.