A Rússia manifestou hoje o seu “total apoio” à abordagem do Comité Olímpico Internacional (COI) de adiar por semanas a decisão sobre os Jogos Olímpicos de Tóquio2020, face à pandemia da Covid-19, e condenou os seus críticos.

“Consideramos inaceitáveis quaisquer tentativas de pressionar as organizações responsáveis pela organização dos Jogos [de Tóquio] e forçá-las a tomar decisões precipitadas”, refere em comunicado o Comité Olímpico Russo.

O Comité Olímpico de Portugal (COP) já pediu firmeza e rapidez no anúncio de uma solução de adiamento dos Jogos Olímpicos Tóquio2020, numa carta enviada hoje ao presidente do Comité Olímpico Internacional (COI), Thomas Bach.

Na missiva, o COP apela a uma decisão “firme” e que “rapidamente possa anunciar ao mundo uma solução de adiamento que tranquilize os atletas e as organizações desportivas”, por forma a que os Jogos se realizem “em paz e segurança para todos”, apesar da pandemia da covid-19.

O Canadá anunciou que vai boicotar os Jogos Olímpicos nas datas previstas, de 24 de julho a 09 de agosto, a menos que sejam adiados, e a Austrália antecipou já uma decisão do COI e pediu aos atletas para se prepararem para um evento em 2021.

A Rússia, sob sanções da Agência Mundial Antidopagem, pondera o envio de uma equipa neutra para Tóquio2020, mas ainda está à espera de uma decisão favorável do Tribunal Arbitral do Desporto (TAS), após as audiências terem sido adiadas devido ao surto de coronavírus.

Não está claro se o TAS ainda poderá decidir antes do início dos Jogos Olímpicos de Tóquio, previsto para 24 de julho.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais de 341 mil pessoas em todo o mundo, das quais mais de 15.100 morreram.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

Vários países adotaram medidas excecionais, incluindo o regime de quarentena e o encerramento de fronteiras.

Em Portugal, há 23 mortes e 2.060 infeções confirmadas. O país está em estado de emergência desde as 00:00 de quinta-feira e até às 23:59 de 02 de abril.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.