O ex-presidente da Agência Mundial Antidopagem Dick Pound disse esta quarta-feira que o Comité Olímpico Internacional (COI) está "muito relutante" em banir a Rússia dos Jogos Olímpicos do Rio2016, devido ao escândalo de proteção estatal ao ‘doping’.

O dirigente canadiano, que também é membro do COI, adiantou à rádio BBC que o Comité Olímpico Internacional se encontra a estudar com muito cuidado as consequências jurídicas da decisão história de proibir a Rússia de ir ao Rio2016.

"Se se vai fazer algo tão dramático como suspender toda uma comitiva, tem que se ter a certeza de que não se tropeça num qualquer obstáculo legal inesperado e com o qual não contávamos”, referiu.

A impressão do dirigente, tendo como base “a leitura nas entrelinhas desde processo”, é que “o COI está algo relutante em adotar como medida punitiva a exclusão total dos russos”.

O comité executivo do COI decidiu terça-feira adiar para mais tarde a decisão da eventual proibição da Rússia participar no Rio2016, que tem o inicio marcado para 05 de agosto.

A Rússia foi envolvida num escândalo de ‘doping’ sem precedentes na sua história e que envolvia um sistema à prova de falhas instituído pelo próprio governo e pelos serviços secretos, que protegiam os atletas infratores.

Dick Pound disse ainda que uma proibição olímpica "forçaria a Rússia a reconhecer que o resto do mundo não está preparado para competir com eles, a menos que mudem e, em seguida, demonstrem que, de facto, mudaram”.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.