O recém-nomeado ministro do Desporto do Brasil, Leonardo Picciani, prometeu esta sexta-feira “sucesso absoluto” para os Jogos Olímpicos do Rio2016, a decorrer em solo brasileiro de 5 a 21 de agosto.

“Os trabalhos em curso para a realização dos Jogos Olímpicos do Rio2016 estão a progredir bem e dentro dos prazos previstos, pelo que estou convencido que não haverá qualquer problema” referiu Leonardo Picciani.

O novo ministro do Desporto do Brasil assegurou que os Jogos Olímpicos irão “engrandecer a imagem do país a nível internacional e deixar uma herança importante para a população”.

“Vamos dispor de uma ocasião ímpar para mostrar o Brasil ao mundo inteiro”, disse ainda Leonardo Picciani, acrescentando que não foram poupados esforços para a realização de um grande evento.

O novo ministro não escapa, no entanto, a suspeitas de conflito de interesses, uma vez que a Agrobilara, empresa pertencente à sua família, é acionista minoritária da Tamoio, que fornece o cascalho para obras em curso para o Rio2016.

"O Ministério do Desporto não assina contratos. As obras para os Jogos Olímpicos já estão concluídas e eram geridas pelo Comité Olímpico Internacional, Comité Olímpico do Brasil e município do Rio de Janeiro", refere em comunicado o ministério.

Leonardo Picciani é o terceiro ministro do Desporto do Brasil este ano, depois de George Hilton e Ricardo Leyser, e é o quinto após a organização dos Jogos de 2016 ter sido atribuída, em 2009, ao Rio de Janeiro.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.