O presidente do Comité Olímpico Internacional (COI), Thomas Bach, considerou hoje que os Jogos Olímpicos Tóquio2020, que arrancam dentro de um ano, no Japão, trazem "esperança" à humanidade, num período difícil marcado pela pandemia de covid-19.

"Os Jogos Olímpicos Tóquio2020, em 2021, podem, devem e vão ser a luz ao fundo do túnel para toda a humanidade neste momento, em que vivemos um período de grande incerteza", afirmou o responsável, numa mensagem divulgada pelo COI na data em que se assinala um ano de distância para o início das Olimpíadas.

Segundo Bach, a marca de um ano para Tóquio2020 é "muito significativa", não só para o desporto, mas para o mundo, garantindo que o COI vai fazer tudo para transformar os Jogos num "grande festival de esperança, resiliência e solidariedade".

Para assinalar os 12 meses que faltam para o início da competição, cuja cerimónia de abertura está marcada para 23 de julho de 2021, foram preparados uma série de eventos especiais no Estádio Olímpico de Tóquio.

O Ginásio Metropolitano de Tóquio, a Arena Ariake e o Centro Aquático foram todos iluminados como parte das celebrações. A chama olímpica esteve no epicentro de todos os eventos e transmitiu uma "luz de resiliência e força dos atletas" que se preparam para os Jogos.

O líder do COI deixou ainda uma palavra de motivação para os atletas, que vão ter de treinar mais 12 meses antes de realizarem os seus sonhos olímpicos, garantindo todo o apoio da organização aos principais atores da prova.

Por seu turno, Yoshiro Mori, presidente do Comité Organizador dos Jogos Olímpicos Tóquio2020, salientou que a grande prioridade da entidade foi assegurar que todas as instalações preparadas para este verão estejam em perfeitas condições para serem usadas dentro de um ano.

"Esse foi o maior desafio e, ao mesmo tempo, o mais sensível. Até as instalações estarem todas seguras, não poderíamos fechar o calendário dos Jogos do próximo ano, incluindo as cerimónias de abertura e de encerramento", lançou.

De resto, Mori já tinha alertado que a progressão da pandemia de covid-19 será essencial para a realização do evento em 2021, destacando o papel determinante que uma vacina ou um tratamento terão para garantir que estes não são cancelados.

Os Jogos Olímpicos Tóquio2020 foram adiados para 2021, devido à pandemia de covid-19, estando marcados para decorrer de 23 de julho a 08 de agosto, com 34 portugueses já apurados, em 10 modalidades diferentes.

O adiamento estende-se, igualmente, aos Jogos Paralímpicos, agora marcados para a capital japonesa entre 24 de agosto e 05 de setembro de 2021.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.