Na luta pela medalhas na final do concurso individual de obstáculos, Luciana Diniz acabou por ficar no 10.º lugar com o cavalo Vertigo du Desert.

A cavaleira precisava de uma prova perfeita, depois da performance dos anteriores finalistas para sonhar com uma medalha. Depois um percurso sem mácula, derrubou o penúltimo obstáculo Luciana Diniz e acabou por levar quatro pontos de penalização, ficando com o tempo de 84,69.

O vencedor ainda vai ser apurado, e será decidido no desempate dos seis cavaleiros que terminaram a prova sem erros.

Caso não tivesse existido a penalização, a luso-brasileira iria lutar pelas medalhas juntamento com o seu cavalo Vertigo du Desert.

Na terça-feira, no apuramento, a luso-brasileira, de 50 anos, tinha cumprido a prova em 85,62 segundos, sem qualquer penalização. O melhor foi o britânico Ben Maher, com 81,34.

Em Londres2012, teve o azar de perder o estribo no fim do seu percurso, sendo 17.ª, e, no Rio2016, fez falta no último obstáculo, ficando em nono lugar. Em Atenas2004, tinha sido 38.ª, em representação do Brasil.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.

Ajude-nos a melhorar o SAPO Desporto