Com a pandemia de Covid-19 a espalhar-se pelo globo, crescem as dúvidas sobre se os Jogos Olímpicos de 2020, marcados para Tóquio entre os dias 24 de julho e 9 de agosto, se irão realizar.

A Agência France Presse fez o levantamento de quem diz o que, numa altura em que o debate está mais intenso que nunca.

"Claro que estamos a considerar diferentes cenarios, mas o nosso caso é diferente das outras competições e ligas profissionais porque ainda estamos a quatro meses e meio dos Jogos"

Thomas Bach, presidente do Comité Olímpico Internacional (COI)

"Nenhuma solução será ideal nesta situação, por isso é que estamos a contar com a responsabilidade e solidariedade dos atletas"

Porta-voz do COI

"Nesta altura tudo é possível"

Sebastian Coe, presidente da World Athletics, quando questionado se os Jogos deveriam ser adiados para setembro ou outubro

"[O adiamento] não só é melhor para a performance dos atletas, mas também para o que estes atletas estão a passar agora em termos de saúde mental"

Bob Bowman, o treinador que levou Michael Phelps a vencer 28 medalhas olímpicas, 23 de ouro

"O COI quer que continuemos a arriscar a nossa saúde, a saúde da nossa família e a saúde pública todos os dias? Estão-nos a colocar em risco, agora, não daqui a quatro meses"

Katerina Stefanidi, campeã olímpica grega do salto à vara

"Acho que o COI insistir que vão seguir em frente, com tanta convicção, é insensível e irresponsável tento em conta o estado da humanidade"

Hayley Wickenheiser, membro do COI pelo Canada e quatro vezes campeã olímpica de hóquei no gelo

"Nós não temos de tomar uma decisão. Os nossos jogos não são para a semana ou daqui a duas semanas. São daqui a quatro meses. Estamos a dar ao COI a oportunidade de juntar informação e conselhos de especialistas"

Susanne Lyons, presidente do Comité Olímpico e Paralímpico dos Estados Unidos da América

"Estou a começar a sentir-me preocupada com a forma como estão a tratar os atletas em relação aos Jogos Olímpicos. Continuam-nos a dizer que os Jogos Olímpicos vão acontecer. Estou a começar a aperceber-me que é mais importante que a realização dos jogos do que se os atletas estão física ou mentalmente saudáveis"

Race Imboden, norte-americano, campeão mundial de esgrima, no Twitter

"Deveriam de ser adiados tendo em conta a situação atual em que os atletas não estão devidamente preparados"

Kaori Yamaguchi, antigo judoca olímpico e membro do comité executivo do Comité Olímpico japonês 

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.