O tenista italiano Matteo Berrettini, finalista em Wimbledon, renunciou hoje à participação nos Jogos Olímpicos Tóquio2020, devido a um lesão muscular na perna esquerda.

“Lamento muito anunciar a minha retirada dos Jogos Olímpicos de Tóquio. Ontem [sábado], fiz uma ressonância magnética para verificar a lesão na perna esquerda que sofri em Wimbledon e o resultado obviamente não foi positivo. Não poderei competir por algumas semanas e terei que descansar”, escreveu o atual número oito do ‘ranking’ mundial, na sua conta da rede social Instagram.

Matteo Berrettini, de 25 anos, que na final de 11 de julho, em Londres, perdeu o ‘major’ para o sérvio Novak Djokovic, número um do mundo, manifestou-se ‘arrasado’ com a decisão.

“Representar a Itália é uma honra imensa e estou arrasado com a ideia de não poder disputar os Jogos Olímpicos. Desejo a todos os atletas italianos muita sorte, vou apoiá-los de longe”, concluiu.

Nenhum jogador substituirá Berrettini, uma vez que a Federação Internacional de Ténis (ITF) não permite substituições na equipa de atletas indicados pelos Comités Olímpicos a partir de 16 de julho.

A ausência do italiano é mais uma ‘baixa’ de peso para Tóquio2020, onde não estarão, entre outros, o espanhol Rafael Nadal e o suíço Roger Federer, assim como a norte-americana Serena Williams.

Os Jogos Olímpicos Tóquio2020, adiados por um ano devido à pandemia de covid-19, decorrem entre 23 de julho e 08 de agosto.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.