Através de uma série de vídeos, entretanto apagados, a ginasta norte-americana tentou ilustrar aquilo que chama de 'twisties', uma desconexão entre o corpo e a mente, com várias quedas desamparadas sobre blocos de espuma durante os treinos.

"Acho que as pessoas não sabem quão perigoso isto é numa superfície dura de competição. Às vezes nem eu consigo entender como girar", explicou Biles numa série de stories no Instagram.

"É uma sensação louca não ter um centímetro de controlo sobre o teu corpo. O mais assustador é que, como não tenho ideia onde estou no ar, também não tenho ideia de como vou aterrar ou onde vou cair. Honestamente é petrificante tentar uma acrobacia mas não ter a mente e corpo em sintonia", acrescentou.

A ginasta explicou ainda que teve 'twisties' no passado e que necessitou de "duas ou mais semanas" para recuperar.

Biles, de 24 anos, considerada uma das melhores ginastas de sempre, tinha desfalcado na terça-feira a seleção dos Estados Unidos em plena final feminina por equipas de Tóquio2020, tendo justificado posteriormente a sua decisão com problemas de saúde mental.

“Assim que piso o praticável sou só eu e a minha cabeça a lidarmos com demónios […]. Tenho de fazer o que é melhor para mim e focar-me na minha sanidade mental e não comprometer a minha saúde e o meu bem-estar”, afirmou então, em conferência de imprensa, a tetracampeã olímpica de ginástica artística no Rio2016.

Simone Biles, que no Rio2016, além da medalha de ouro por equipas, conquistou também os títulos olímpicos no concurso completo e em dois aparelhos (salto e solo), qualificou-se para as cinco finais individuais dos Jogos Tóquio2020.

No Japão, a norte-americana procurava tornar-se na primeira ginasta a defender com sucesso o título olímpico no concurso completo em mais de 50 anos, mais precisamente desde a checoslovaca Vera Caslavska em 1968.

Dominadora absoluta da ginástica desde 2013, Biles está dependente da avaliação médica da federação para determinar se participa nas finais de aparelhos, agendadas entre 01 e 03 de agosto.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.

Ajude-nos a melhorar o SAPO Desporto