Os atletas que vão participar nos Jogos Olímpicos Tóquio2020 devem realizar testes ao novo coronavírus a cada quatro ou cinco dias durante a competição, prevê o plano de medidas sanitárias hoje anunciado pelas autoridades japonesas.

O plano, que foi trabalhado pelo governo nipónico e pelo comité organizador dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos, prevê que cada visitante que chegue ao Japão realize um teste 72 horas antes da partida e outro à chegada ao país.

As medidas hoje divulgadas não obrigam os visitantes a cumprir uma quarentena de duas semanas e não definem a política a adotar sobre a utilização de uma futura vacina.

As autoridades japonesas tencionam obrigar os visitantes a instalarem nos seus telemóveis uma aplicação que controla o número de infeções e monitoriza os contactos com pessoas infetadas.

Além de prever que os atletas se submetam a testes a cada quatro ou cinco dias, o plano inclui a realização de testes à chegada à aldeia olímpica e em alguns locais de competição, antes e depois das provas, mesmo que não sejam visíveis quaisquer sintomas.

Caso um atleta acuse positivo para o novo coronavírus, deverá de imediato ser realizada nova análise para garantir que não de trata de um falso positivo.

Os Jogos Olímpicos Tóquio2020, que deverão contar com a participação de cerca de 11.000 atletas, vão realizar-se entre 23 de julho e 08 de agosto do próximo ano, depois de terem sido adiados devido à pandemia de covid-19.

De acordo com um balanço feito pela agência francesa AFP, a pandemia de covid-19 provocou pelo menos 1.468.873 mortos resultantes de mais de 63,2 milhões de casos de infeção em todo o mundo.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.