Dois remadores russos foram excluídos da equipa olímpica que vai participar nos Jogos Tóquio2020 devido a testes antidoping positivos, anunciaram hoje as autoridades russas.

O presidente do Comité Olímpico da Rússia, Stanislav Pozdnyakov, disse à agência noticiosa Tass que os dois remadores foram suspensos provisoriamente e instou a federação de remo a “tomar medidas abrangentes para verificar as circunstâncias do incidente”, que classificou como “ultrajante”.

Alexei Svirin, líder da federação de remo da Rússia, indicou os nomes dos remadores Nikita Morgachev e Tavel Sorin, da equipa de scull de quatro, que terão acusado consumo de meldonium, em 17 de junho.

Nos Jogos Olímpicos Tóquio2020, que começam em 23 de julho, os atletas russos competirão sob bandeira neutra, devido à sanção imposta ao país pelo Tribunal Arbitral do Desporto, após a denúncia de um esquema de doping organizado com o apoio do governo de Moscovo.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.