“Obrigado Richard! Histórico! Orgulho equatoriano”, foi a reação efusiva do ministro do Desporto daquele país sul-americano, Sebastián Palacios, na conta oficial na rede social Twitter.

O Ministério do Desporto do Equador agradeceu a Caparaz a “conquista da primeira medalha de ouro no ciclismo”, uma vez que o outro título olímpico foi conquistado pelo marchador Jefferson Pérez nos Jogos Atlanta1996.

“Virão mais proezas, escrever-se-ão livros com as tuas façanhas e passarão anos e até alguém poderá repetir o êxito na tua prova preferida. Mas nada, absolutamente nada, conseguirá fazer esquecer que escreveste com letras douradas uma história que te tornou imortal”, escreveu o Comité Olímpico Equatoriano.

Carapaz, de 28 anos, cumpriu os 234 quilómetros entre o Parque Musashinonomori e a Pista Internacional de Fuji em 6:05.26 horas, num triunfo a solo, com 1.07 minutos de vantagem para o belga Wout van Aert, que levou a prata ao 'sprint' face ao esloveno Tadej Pogacar, terceiro.

O português João Almeida chegou em 13.º lugar, a 3.03 minutos do vencedor, no que foi a sua estreia em Jogos Olímpicos, enquanto Nelson Oliveira foi 41.º, a 10.12, na terceira presença: abandonou no Rio2016 e foi 69.º em Londres2012, no fundo, com um sétimo lugar no contrarrelógio de há cinco anos.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.