O halterofilista ugandês Julius Ssekitoleko, dado como desaparecido pelas autoridades japonesas na sexta-feira, a dias do arranque de Tóquio2020, foi encontrado no centro do Japão e está a ser interrogado pela polícia.

As autoridades informaram que o halterofilista, de 20 anos, estava na cidade de Yokkaichi, a cerca de 358 quilómetros de Tóquio, no oeste do Japão, após ter fugido do hotel em Izumisano, em Osaka.

Ssekitoleko viajou como atleta de reserva, na esperança de assegurar uma vaga via quota continental, mas, em vez de regressar ao Uganda após ver gorado o ‘sonho’, deixou no hotel toda a bagagem e um bilhete a dizer que queria ficar a viver no Japão.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.