“É uma decisão que tem como interesse a saúde e o bem-estar dos jogadores, devido ao aumento do calor e da humidade em Tóquio. Foi tomada seguindo as recomendações do Comité Olímpico Internacional (COI), dos organizadores dos Jogos Olímpicos, mas também de jogadores, árbitros e médicos especialistas”, explicou a ITF, em comunicado.

No Ariake Tennis Park, na capital japonesa, os encontros têm arrancado às 11:00 da manhã, numa altura de muito calor em Tóquio, com vários jogadores, incluindo o sérvio Novak Djokovic e o russo Daniil Medvedev, a solicitarem a alteração dos horários por motivos de saúde.

“Desde o início da partida, senti que estava com dificuldade em respirar. Era como se o meu diafragma estivesse bloqueado. No final do segundo ‘set’, só via preto. Estive quase a desmaiar. Senti o meu corpo a ceder”, disse Medvedev, após vencer hoje o italiano Fabio Fognini em três ‘sets’ (6-2, 3-6 e 6-2).

No torneio feminino, a espanhola Paula Badosa abandonou mesmo o court numa cadeira de roda, vítima de insolação, depois de ter desistido frente à checa Marketa Vondrousova

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.