A seleção portuguesa masculina de ténis de mesa ficou hoje isenta da primeira eliminatória do torneio de qualificação para os Jogos Olímpicos Tóquio2020, jogando com a Ucrânia nas meias-finais em Gondomar.

O sorteio, realizado esta segunda-feira no Multiusos de Gondomar, isentou da primeira ronda a equipa de Tiago Apolónia, Marcos Freitas, João Monteiro, Diogo Carvalho e João Geraldo, oitavos cabeças de série da prova que vai apurar nove equipas, em cada género, para os Jogos de Tóquio2020, além de atribuir uma quota de dois atletas para o concurso individual.

Assim, não entra em ação logo na primeira ronda, disputada na quarta-feira, jogando apenas na quinta-feira, frente à Ucrânia, 21.ª pré-designada, que também ficou isenta do primeiro embate.

Portugal está no mesmo grupo de Bélgica (12.ª), Malásia (34.) e Itália (26.ª), todos de ‘ranking’ inferior à seleção lusa, que garantiu, com o oitavo lugar na hierarquia de cabeças de série, que enfrentaria sempre equipas com menor pontuação.

Se os belgas já estão nas meias-finais, esperam ainda o vencedor do embate entre as duas formações menos cotadas para decidir quem disputará o jogo final do grupo.

No setor feminino, a equipa lusa, composta por Fu Yu, já apurada a título individual, Jieni Shao, Luo Xue, Leila Oliveira e Rita Fins, entra como 13.ª pré-designada e vai jogar na primeira eliminatória frente à Eslováquia, 26.ª do ‘ranking’.

Em caso de vitória, vão jogar com os vencedores do encontro entre Hungria e Croácia (28.ª), com o favoritismo do lado das húngaras, sétimas cabeças de série da prova.

Se no masculino Portugal tenta uma terceira presença consecutiva por equipas, e a quarta a nível individual, a formação feminina procura um apuramento inédito para Jogos Olímpicos.

Ao todo, a prova apura nove seleções em cada género para o torneio que arranca em julho, e decorre dividido numa série de oito grupos, com oito países cada.

Se as formações masculina ou feminina falharem o apuramento nesta primeira ronda, que qualifica desde logo oito equipas em cada género, passam a aceder, depois, a um torneio de repescagem, cujo vencedor se torna o nono apurado para Tóquio2020.

O torneio de qualificação olímpica por equipas de ténis de mesa decorre de quarta-feira a domingo no pavilhão Multiusos de Gondomar, distrito do Porto, e garante, também, uma quota para dois atletas no exercício individual às seleções apuradas.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.