“Os elementos da equipa australiana de atletismo na Aldeia Olímpica foram autorizados a regressar às suas rotinas habituais, depois de terem estado isolados nos seus quartos como medida de precaução”, indicou o Comité Olímpico da Austrália (AOC), em comunicado.

O organismo detalha que a ‘luz verde’ para o fim do isolamento de 54 membros da equipa, entre os quais 41 atletas, aconteceu depois de três dos elementos da delegação australiana terem sido submetidos a testes PCR, “após um contacto breve com o atleta norte-americano que testou positivo à covid-19”.

“Os três deram negativo nos testes PCR realizados esta tarde, enquanto os seus companheiros permaneciam nos quartos, em linha com os protocolos do AOC”, prossegue a nota, indicando que esses três elementos, todos vacinados, permanecem em isolamento e serão testados diariamente.

De acordo com os media australianos, o saltador Kurtis Marschall foi confirmado como um contacto próximo, uma vez que nos últimos dias treinou com Sam Kendricks, mas o AOC não revelou os nomes das três pessoas em questão.

“Serão autorizados a retomar os treinos, sujeitos aos protocolos restritos que restringem os seus contactos com outros. Neste momento, está previsto que todos os atletas possam competir como planeado”, conclui o comunicado.

Sam Kendricks, bicampeão mundial de salto com vara (2017 e 2019), foi forçado a desistir dos Jogos, após ter testado positivo ao novo coronavírus, informou o comité olímpico dos Estados Unidos.

O norte-americano, de 28 anos, era apontado como um dos favoritos à conquista da medalha de ouro no concurso de salto com vara, juntamente com o sueco Armand Duplantis, recordista mundial da disciplina.

Todas as notícias e reportagens sobre Tóquio 2020 acompanhadas ao minuto pelo SAPO Desporto

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.

Ajude-nos a melhorar o SAPO Desporto