Um máximo de 10 atletas russos vão ser autorizados a participar, sob bandeira neutra, nos Jogos Olímpicos Tóquio2020, anunciou hoje a World Athletics, organismo que gere a modalidade a nível mundial.

A Federação Russa de Atletismo (RUSAF) foi, entretanto, condenada ao pagamento de uma multa de 10 milhões de dólares, da qual, pelo menos metade, deverá ser paga até 01 de julho, sob pena de os atletas serem impedidos de participar nos Jogos.

O valor restante deverá ser pago no prazo de dois anos, caso nesse período a RUSAF “cometa outra violação, ou não registe progressos significativos rumo à reintegração”, explicou o presidente da World Athletics, Sebastian Coe.

A Rússia está suspensa das competições internacionais desde 2015, devido à divulgação de um sistema de doping organizado, com apoio estatal.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.