O técnico angolano Filipe Cruz vai no final deste mês (Novembro) assinar um contrato, válido por dois anos, com a seleção sénior masculina de andebol da República Democrática do Congo.

Filipe Cruz confirmou hoje à Angop ser um treinador livre, por não ter qualquer vínculo com a Federação Angolana de Andebol (FAAND). O técnico clarificou que apenas tem vínculo com o 1º de Agosto.

A sua deslocação para a capital congolesa servirá para preparar a sua nova equipa, tendo em vista o Campeonato Africano a decorrer na Tunisia de  15 a 25 de Janeiro de 2020.

Disse ter recebido da Federação Congolesa uma proposta de trabalho aliciante e almeja ter sucesso na nova empreitada.

“Vou tentar fazer igual ou melhor do que fiz com a nossa seleção nacional“, disse.

No último Campeonato Africano da modalidade, que teve lugar no Gabão em 2018,a RDC ficou na quinta posição, daí Filipe Cruz ter dito ser um desafio interessante enquanto profissional, por ser uma selecção  com uma margem de progressão constante.

Ligado à seleção nacional desde 2010, Filipe Cruz interrompe um ciclo de sucesso onde conta com a conquista dos Jogos Africanos Rabat Marrocos(2019) duas medalhas de Bronze nos campeonatos africanos de 2016 e 2018, medalha de prata nos jogos Africanos de Maputo ( 2011) e Brazaville (2015).

Filipe Cruz também já teve passagem pela seleção sénior feminina, que se sagrou-se campeão  no Campeonato Africano, que decorreu na capital angolana em Dezembro de 2016.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.