A seleção feminina de Cabo Verde ficou em terceiro lugar no Trophy Challenge de andebol sub-20. As crioulas bateram o Mali por 32-18, um resultado que espelha bem a diferença entre as duas seleções.

Cabo Verde partiu com grandes ambições para este torneio, que venceu em 2010 no Mali frente às meninas da casa. Mas nas meias-finais, as cabo-verdianas foram batidas pelo Senegal por 20-18, após prolongamento.

Um terceiro lugar que deixa, de alguma forma, satisfeita a comitiva cabo-verdiana. Filomena Fortes, Presidente da Federação Cabo-verdiana de Andebol, disse que faltou alguma maturidade competitiva no jogo frente ao Senegal para Cabo Verde estar na final.

Jogadoras acima da idade permitida 

Em exclusivo ao SAPO Desporto, Filomena Fortes mostrou-se bastante crítica com a organização deste torneio de andebol da zona II do desporto africano.

 «Fomos prejudicados. Todas as equipas presentes têm jogadoras com mais de 20 anos e treinadores com mais de 30 anos, quando o organismo mundial do andebol diz que os treinadores não podem ter mais de 30 anos e os jogadores têm de ser sub-20. Nós tivemos de reformular tudo em Cabo Verde, com jogadoras novas, treinadores novos para cumprir com tudo e os outros não o fizeram», queixou Filomena Fortes.

Filomena Fortes não entende como estas coisas ainda acontecem em África. «Enquanto não houver uma investigação das idades, não há nada que possamos fazer. Há jogadoras aqui sem passaporte, com um simples papel de identificação. Isto é inadmissível».

A responsável máxima do andebol crioulo afirmou ao SAPO Desporto que vai fazer chegar a Federação Internacional de Andebol toda estes atropelos aos regulamentos: «Vamos fazer uma exposição e mostrar o nosso descontentamento a IHF. Há jogadoras que estiveram no último Trophy Challenge no Mali, que nos defrontaram, e que estiveram cá de novo. É impossível terem ainda 20 anos», disse Filomena.

Apesar de a seleção feminina não ter vencido a prova, Filomena Martins mostra-se satisfeito com a prestação do andebol nacional. Isto porque a dupla de árbitros de Cabo Verde foi eleita a melhor dupla do torneio e foi designada para apitar a final feminina.
A seleção masculina joga com o Senegal na final, marcada para o início da noite.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.