Com uma atitude diferente, comparativamente aos dois jogos anteriores, a seleção nacional de Angola venceu domingo a República Centro Africana, por 66-44, e se qualificou para os quartos-de-final do Afrobasket2017, que decorre no Senegal e Tunísia.

Angola continua com percentagens baixas nos lançamentos, em termos ofensivos está aquém do esperado, mas defensivamente apresentou melhorias, o que permitiu a qualificação para a fase seguinte, onde vai defrontar o Senegal.

Com 17 pontos, Carlos Morais foi o melhor marcador, seguido de Eduardo Mingas, com nove, que também se destacou nos ressaltos, com nove.

No geral, a seleção nacional de Angola ficou pelos 36 por cento na marcação dos dois pontos, convertendo 16, em 44 tentados, ao passo que nos lançamentos de longa distância o calvário continua marcando apenas quatro em 25 (16%). Capturou 48 ressaltos, sendo 30 defensivos e 18 ofensivos, contra 27 do adversário (22/5), fator fundamental na vitória frente a RCA.

Entretanto, Angola controlou o jogo do inicio ao fim, decidindo o desfecho na primeira parte, onde conseguiu contrariar o forte jogo físico do adversário, dando significativa mostra de mudança de postura.

Depois de uma igualdade no primeiro quarto (16-16), os vice-campeões africanos, com uma defesa a homem pressionante, anularam completamente o jogo ofensivo dos centro-africanos, sofrendo apenas quatro pontos em 10 minutos, vencendo o segundo período por 18-4, fixando o resultado ao intervalo em 34-20.

Nesta fase, Morais já tinha 10 dos 17 pontos com que terminou o encontro, enquanto que Mingas, melhor ressaltador da partida com nove, estava com sete, numa clara amostra de que as melhores unidades angolanas se destacaram na primeira parte.

Na etapa complementar Angola soube gerir a vantagem, deixando sempre o adversário a uma distância de 10 pontos, até engrenar e ampliar para 20. A formação contrária não baixou os braços e acreditou até ao fim, mas os angolanos, motivados e cientes da importância do desafio, mantiveram a atitude, principalmente defensiva, até ao apito final.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.