A edição online do jornal AS noticia hoje que a FIBA anunciou que vai abrir "um processo disciplinar" contra a equipa da Austrália, por suspeita "pela maneira" como perdeu com Angola na última jornada do grupo D da copa do mundo de basquetebol, para cruzar com os EUA apenas nas meias-finais.

A seleção da Austrália perdeu com Angola 91-83 e ocupou o terceiro lugar do seu grupo.

Segundo o jornal, a seleção australiana “caiu com alguma surpresa” diante dos campeões de África, um resultado que lhes era "favorável porque deixou-os em terceiro, evitando um teórico cruzamento com os EUA nos quartos-de-final”, que iniciam hoje em Barcelona.

Isso provocou queixas da Eslovénia, que através de Goran Dragic, pediu que a Federação Internacional investigasse o caso.

“Depois da derrota da Austrália, os eslovenos perderam com a Lituânia e ficaram com aquele 'fatídico’ segundo lugar do grupo”, escreve o jornal AS.

Por isso, a turma da Oceania defronta hoje às 19h00, no palácio do desporto de Barcelona, a formação norte-americana para os quartos-de-final.

Entretanto, se tiver sido esse o objetivo, não tiveram sucesso os australianos, porque foram eliminados pela Turquia, no domingo, nos oitavos de final, por 64-65.

Sobre o Mundial que termina domingo, esta publicação desportiva, que tal como todas as outras, faz manchete com a vitoria da seleção de futebol de Espanha (5-1) diante da Macedónia, publica uma declaração de Ibaka sobre os EUA.

“Podemos ganhar aos EUA, já faltou pouco nos Jogos Olímpicos de Londres (107-100)”, declarou o pivot da seleção espanhola de basquetebol, que em caso de cruzar com os norte-americanos, isso só aconteceria na final.

Para os quartos-de-final, a Espanha defronta a França e os EUA a Eslovénia. Se passarem, os anfitriões terão pela frente o vencedor do Sérvia-brasil e os detentores do título opõem-se a Lituânia ou a Turquia.

O jornal Marca publica uma declaração do base dos EUA, Derick Rose, segundo a qual, tem estado mais tempo no banco do que gostaria. Mas reconhece que a sua longa paragem por lesão é a principal causa.

O AS apresenta uma declaração em que Paul Gasol, a principal figura de Espanha, admite que tem uma “ligeira lesão”, mas assegura que estará no jogo contra a França, quarta-feira em Madrid.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.