O presidente da Federação Angolana de Basquetebol (FAB), Paulo Madeira, mostrou-se insatisfeito com o nível competitivo patenteado pelas equipas participantes do campeonato angolano da 2ª divisão, terminado sexta-feira na cidade do Cuito.

Paulo Madeira manifestou esta insatisfação ao analisar o nível competitivo das equipas participantes da 4ª edição do campeonato angolano da 2ª divisão ganho pelo Progresso do Sambizanga.

"Assistimos a um campeonato menos bom, porque as equipas intervenientes não praticaram a modalidade conforme se esperava", lamentou.

Disse que relativamente às edições passadas, a recém terminada foi das piores quanto ao nível competitivo, acrescentando que a intenção da federação é melhorar cada vez mais.

Aconselhou reorganização para que os campeonatos da 2ª divisão sejam mais renhidos, para que as equipas ascendam ao BIC-Basket em boa forma.

Paulo Madeira espera que os próximos campeonatos apresentem níveis competitivos aceitáveis, visto que o basquetebol é uma das modalidades que tem conquistado troféus no continente africano.

O campeonato contou com a participação de oito equipas, designadamente: Progresso do Sambizanga, Sporting Club Petróleo do Bié, Casa Pessoal do Porto do Lobito, Sporting de Benguela, Sport Andulo Benfica, Sporting Club de Catabola, Club Recreativo Jasck do Cuito e o Benfica do Kunje.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.

Ajude-nos a melhorar o SAPO Desporto