Ao anotar 34 pontos, 10 assistência, três ressaltos e quatro desarmes na vitória sobre o Recreativo do Libolo (90-84), o base Emanuel Quezada foi crucial na vitória do Petro de Luanda que valeu à conquista do seu 12º título nacional de basquetebol sénior masculino.

Atleta mais utilizado com 46:05 minutos, o norte-americano de origem dominicana assumiu as despesas do sétimo jogo dos Play-off com uma “chuva” de triplos, convertendo seis dos nove lançamentos tentados nesta área em que se notabilizou ao longo do seu primeiro ano na prova.

Num desafio bastante equilibrado, a semelhança dos demais, Quezada teve o auxilio de Leonel Paulo (20 pontos, 5 ressaltos, 6 desarmes e 1 assistência em 45:41 minutos) e Roberto Fortes (15 pontos, 3 ressaltos e um roubo - 38:43 minutos) para agudizar os detentores do troféu, que tiveram em Carlos Morais a maior esperança, com seus 24 pontos - metade dos quais em lançamentos triplos.

O Petro de Luanda terminou o primeiro e segundo períodos na frente com parciais de 24-23 e 15-13, saindo para o intervalo com vantagem de três pontos (39-36), mas o adversário o superou no quarto seguinte (25-21) e no final do terceiro período o placar registava 60-61 favorável ao Libolo.

No quarto decisivo, Carlos Morais, Eric Colman e Eduardo Mingas tentaram manter a vantagem, mas Quezada com dois lançamentos de longa distância e Domingos Bonifácio, com outro a 43 segundos do fim inverteram a situação colocando o resultado final em 90-84.

O Petro conquista o 12º titulo, quatro anos depois da última consagração.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.